17 de agosto de 2009

Hipocrisia Crônica

Seria realmente  cômico, se não fosse trágico, o que o circo de Brasília tem apresentado, cada vez com maior eficiência e explicitação, ao seu (des)respeitado  público. Como se já não bastasse o degladiar de meritíssimos no supremo, somos obrigados agora a assistir cenas típicas de colegiais no recreio escolar. Vergonhosa manifestação patrocinada pelos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Tasso Jereissatti (PSDB-CE) que travaram um agressivo e tumultuado bate-boca no plenário da Casa no fim da tarde do dia 06/08/2009, com direito a palavras de baixo calão, levando inclusive a interrupção temporária da Sessão.
Mas o que nos deixa perplexos e inconformados, é que a grande maioria dos nossos congressistas, age como se fossem limpos, imaculados. Cada um julga seu par/adversário um corrupto, quando sabemos que os confiáveis naquele picadeiro podem ser contados nos dedos de uma mão.
O que ocorre na verdade, é que protegidos pelo manto sagrado da imunidade parlamentar, nossos representantes abusam de seus poderes e defendem seus interesses particulares sem o menor escrúpulo. Dão sempre a impressão de que estão lutando pelo bem comum, já nem se importando com o fato de parecer ser, pois já se acostumaram com o cinismo. A hipocrisia, que, em se tornando crônica, criou uma carcaça tal que os deixam inatingíveis pelas críticas. Sejam da mídia em geral, sejam de seus eleitores.
Ao chegarmos nesse estado de coisas, deve-se questionar a democracia-governo do povo.  Como o nosso povo está gerindo seu destino? A vontade da maioria da população está sendo respeitada? Ou a de um grupo seleto que finge legislar para todos. E o que mais nos deixa indignados é que nessa comédia do poder, trocam-se os personagens, mas o cenário e o enredo continuam os mesmos.
Penso que muita coisa em nossa democracia precisa ser repensada. Desde o sistema político eletivo até a distribuição de renda passando pela equivalência dos três poderes. Por exemplo, pergunto: o que mudaria para melhor na vida de um cidadão, se na Câmara Municipal de seu município tivesse mais dois, cinco ou dez vereadores? (PEC 20/2008). O que se espera da democracia é uma genuína representatividade popular e não a centralização e manipulação do poder por poucos.
Quantos anos mais, quantas eleições devem acontecer para que nosso quadro político-institucional amadureça e corresponda a nossas expectativas? Até quando nossos políticos vão menosprezar nossa inteligência?

Quo usque tandem abutere, Catilina, patientia nostra?...

José Moreira Filho
Acadêmico da ALAMI
moreira@baciotti.com

13 comentários:

  1. Cada vez que leio notícias ou crônicas, fico pensando: O que fazer para deter a tão desenfreada política do gênero do mal? Homens falcatruosos e que faltam sempre com a verdade, integridade, honestidade - em linguagem popular: pouca vergonha. Por que não discutem a política salarial dos menos favorecidos e tentem ao aspecto equalitário? Bem, aqui vai o meu sincero protesto a todos os que entendem de política honesta.

    Prof. Lorivaldo Oliveira Santos
    Pirapozinho, 18 de agosto de 2009
    às 05:29 h

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela crônica Moreira Baciotti. Realmente é uma hipocrisia essa nossa política brasileira é uma vergonha uma verdadeira politicagem. Que exemplo é esse que eles estão dando para nossas crianças, indo diante de uma rede nacional e mundial e ficar de bate- boca, falando palavras feias, de baixo calão. Mas, aculpa disso tudo somos nós, que ainda votamos neles. As eleições estão chegando, vamos pensar e repensar sobre isso.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Nossa politica, é uma VERGONHA!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Realmente, de políticos não podemos esperar nada, absolutamente nada. O que eles falam agora cedo, a tardezinha não lembram mais ou então dizem que não falaram. Quer mais do que as contas do Maluf em paraisos fiscais? Estão em seu nome, mas ele diz que não sao dele. Quer mais o que sobre a representação mor no Brasil da ignorancia nortista, o inépto José Sarney - que com todas esses roubos, assaltos (só falta estupro) conseguiu uma vaguinha ao lado de Machado de Assis. Se o Brasil for um país sério, obviamente que eu sou Shakespeare ou Isaac Newton.

    ResponderExcluir
  5. Às vezes, fico sem palavras para definir os atos imorais dos nossos representantes. Eu pensava que quanto mais instruído fosse cada um de nossos representantes eleitos, melhor seria a política de trabalho por eles desenvolvida. Puro engano. Não posso generalizar, porém observo que quanto mais instruídos, mais são capazes de driblar a nossa sociedade. Já pensei até em desistir de votar, de não fazer valer este meu direito, mas acho que seria pior. Se a maioria dos brasileiros pensasse assim, imagine só que Brasil teríamos pela frente. Porém a cada eleição que se sucede tenho a esperança de que nossos representantes serão melhores que os anteriores.

    ResponderExcluir
  6. Até nós deixarmos de ser burrinhos de presépio e entender que o poder está nas nossas próprias mãos.

    ResponderExcluir
  7. É desesperador saber que eleição após eleição menos a vontade do povo é respeitada e representada.
    É hilário vê-los se degladiando verbalmente e tratando uns aos outros de "vossa excelência", como se isso atenuasse as palavras ou palavrões dirigidas ao outro. Realmente são hipócritas. E isso é contagioso. É só entrar no meio para se tornar um.

    ResponderExcluir
  8. João Vieira da Rocha18 de agosto de 2009 19:26

    O maior problma é que o "povão" não sabe sequer sabe ler, quento mais interpretar essas verdades. E com isso nós vamos sendo governados pelos políticos que merecemos. Se está bom pra eles, o que havemos de fazer???

    ResponderExcluir
  9. NECESSARIAMENTE,PRECISAMOS DESTE IMENSO CONTINGENTE DE

    DEPUTADOS E SENADORES? TODOS ELES,TÊM A MESMA FORMAÇÃO:

    CORRUPTOS,AUSENTES,ESQUECIDOS DE QUEM OS COLOCOU NAQUE -

    LA POSIÇÃO PRIVILEGIADA.IMUNES,INTOCÁVEIS.POIS TUDO TERMINA

    EM"ARQUIVAMENTO".

    ResponderExcluir
  10. 10- Edilene Valderez Francóia

    Eu não acredito que podemos contar nos dedos os não corruptos,
    no final são todos mascarados, quando menos esperamos, desco-
    -mos que todos sào iguais. É por isso essa guerra pelo poder ,
    são todos espertalhões. Fico muito preocupada c/ as crianças,
    jovens e adolescentes, que buscam nas drogas um refúgio em
    meio a fome e a falta de oportunidades.



    -centes, que usam drogas por não acreditar num futuro melhor e que e que sofrem c/

    ResponderExcluir
  11. Em muitos momentos de minha vida senti grandes sentimentos de tristezas quando chegou a hora da morte de pessoas
    que amo e acredito. E que Agora gostaria de fazer um apelo inexorável a todos : Por favor não deixe que morra suas esperanças no ser humano.porque em algum lugar deste nosso pais deve ter policos que se preocupe com o povo .

    ResponderExcluir
  12. Somos os culpados por não cobrar,dos nossos govewrnantes nossos direitos.Lutar sempre dignamente!!

    ResponderExcluir