23 de outubro de 2009

O Valor da Experiência

O VALOR DA EXPERIÊNCIA

O tempo não nos dá tempo. Marcha inexorável e ininterruptamente, cabendo a nós nos posicionarmos nele na medida que nos aprouver. Cabe-nos também a sabedoria de controlar os fatos sobre os quais temos poder. É verdade que sobre uma parte, talvez 10%, não temos controle. Acontecem à nossa revelia. Porém a grande maioria está sob nossa administração.
Aqui entra a experiência. É ela que, se bem aproveitada, nos capacita a controlar os acontecimentos em nossa vida, dispondo-os a nosso favor. E para o bom aproveitamento da experiência é necessário usar nosso tino, nosso espírito de observação, enfim, a sabedoria.  Por isso os jovens erram tanto. Pois agem por impulso, intempestivamente, o que é na verdade, próprio de sua idade. Muitas vezes vão na onda e pagam caro por sua insensatez. Inclusive, vale observar, por tudo isso até pagam mais caro pelos seguros de seus veículos.
Uma aliada forte da experiência, é sem dúvida a paciência. É ela que nos dá o tempo necessário para observar o que se passa conosco e nos abre os olhos para diferir experiência de informação. Isso é necessário, pois a informação sacrifica a experiência. Uma vez que a informação se passa no mundo e a experiência se passa em nós. A experiência é criativa e solidificante, ao passo que a informação é volátil e efêmera. Enquanto não conseguirmos trocar nossa informação por experiência não presenciaremos nenhuma mudança substancial em nossa sociedade e a nossa educação está carente disso. Na verdade somos uma sociedade informada. Com informações informatizadas que aniquilam o tempo para experiência. Como a sociedade tem pressa, então não tem paciência.
Assim sendo faz-se necessário não confundir experiência com informação, com trabalho ou com ócio. A Informação é estéril, o trabalho é repetitivo e o ócio é inerte; enquanto a experiência é criadora, dinâmica e fecunda. Pois conforme nos diz Heidegger, se bem o entendemos, a experiência é estimulante e transformadora. Então experienciar é nos abrir aos acontecimentos, esse fato implica em receptividade. Portanto não podemos nos impor mas nos expor. Como o homem moderno é vítima da informação, desde o tempo que vai fazer no dia seguinte até a pasta de dentes que deve usar, fica sem disponibilidade para a experiência.
Por outro lado cabe-nos pensar também o saber, fruto  da experiência, que é mais consistente, embora pessoal, individual e único. Mas que poderá se tornar coletivo e social além de benéfico e útil, desde que corretamente certificado pela ciência.
Hoje, felizmente podemos constatar que a sociedade, embora timidamente, tem se dado conta do valor da experiência. Algumas empresas, por confiarem na sabedoria  dos idosos, tem admitido aposentados em seus quadros. Nossa sociedade está começando a entender que ser idoso não quer dizer ser velho. Pois enquanto o idoso sonha com o futuro tendo olhos brilhando  iluminados pela esperança , o velho dorme acomodado nas  sombras do passado.
O sábio não se envelhece com o passar dos anos, mas se enriquece.

José Moreira Filho
Acadêmico da ALAMI
moreira@baciotti.com

6 comentários:

  1. A MATURIDADE NOS CONFERE VALIOSOS"BENS":TOLERÃNCIA,SENSATEZ,DISCERNIMENTO E PACIEN
    CIA.A IDADE SÓ INCOMODA AOS OCIOSOS.UMA MENTE ATIVA E PRODU
    TIVA NÃO FENECE.NÃO ENVELHECE.O CONCEITO DE"VELHICE"MUDOU AO LONGO DO TEMPO.ONDE ESTÁ A VOVÓ DE ANTIGAMENTE?NAS ACADEMIAS,CAMINHANDO,ESTUDANDO E NA INTERNET.AMPLIANDO SEUS HORIZONTES.TROCANDO IDEIAS.REPASSANDO SUA EXPERIENCIA.
    RECICLANDO SEU CONTEUDO...ENRIQUECENDO SUA CAPACIDADE.

    ResponderExcluir
  2. Temos que passar pela juventude e, querendo ou não, aproveitar tudo o que ela pode nos oferecer, afinal aquela idade é única - se nâo fizermos, não faremos mais - Juventude é momentista, impensável e irreversivel. Mesmo sabendo errado fazemos por que precisamos fazer, precisamos passar, precisamos sentir. Dizem que na juventude aprendemos e na maturidade entendemos - é verdade - Quando estamos maduros, pensamos e repensamos mais, vem a paciência e, devagar e certa, vem a experiência - tudo o que era tâo importante, desimportanteou-se(!?) o que era bom, não mais e o que era ruim, parece que ficou bom. A vida é assim... assim é a vida! - http://claudiocursini.blogspot.com - Prezado José Moreira, gosto muito dos seus textos - meus parabéns

    ResponderExcluir
  3. VISITACION ANTONIA FERREIRA23 de outubro de 2009 22:55

    "A velhice não é o voo dos anos, mas, a madrugada da sabedoria"
    que bom seria, se cada jovem pudesse: ouvir e seguiros exemplos dessas pessoas experintes, com uma visão além do horizonte onde muitas coisas seriam poupadas..
    justamente pela experiencia de vida e visão de mundo!
    gostei muito do tema. são muito oportunos para o nosso dia à dia.

    Mami Ferreira

    ResponderExcluir
  4. VISITACION ANTONIA FERREIRA23 de outubro de 2009 22:56

    "A velhice não é o voo dos anos, mas, a madrugada da sabedoria"
    que bom seria, se cada jovem pudesse: ouvir e seguiros exemplos dessas pessoas experintes, com uma visão além do horizonte onde muitas coisas seriam poupadas..
    justamente pela experiencia de vida e visão de mundo!
    gostei muito do tema. são muito oportunos para o nosso dia à dia.

    VISITACION ANTONIA FERREIRA
    FOZ

    ResponderExcluir
  5. Olá, José Moreira,

    Seus textos sempre formidáveis, obrigada por repartir ses artigos.
    Verdade, com o tempo nos tornamos mai maduros e sábios. pois nossos corações cnseguem perceber a clareza que a experiência trazida pelo tempo nos faz enxergar, sentir, observar, pensar, raciocinar e ter certeza que a vida é esta etapa de acontecimentos que nos faz viver.
    Uma boa semana!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Parabéns! Realmente, os seus textos tem o dom de modificar a nossa rotina. Que cada jovem ao enxergar o real valor do pensar, falar, agir e reagir. Possa transformar-se atraves da experiência dos nossos amigos, avós, tios, irmãos e pais. Pois se cada um, soubesse o valor de um ato impensado, ja mais o faria. Excelente dia para todos.
    Jean Souzah Salvador/BA

    ResponderExcluir