16 de outubro de 2009

O Poder

Se buscarmos no Houaiss, vamos encontrar, para essa palavra, entre outras, as seguintes definições: possuir força física ou moral, ter influência, valimento, ser capaz de, estar em condições de... Pois bem, e pensar que é em torno dessa pequena palavrinha que gira o mundo. Todos almejam o poder. Consciente ou não, todos buscam-no. Desde as crianças até os mais poderosos governantes das maiores nações.

Assim, é necessário refletirmos sobre suas variações. Entendo que podemos considerar, num aspecto bem geral, pelo menos, quatro modalidades de poder: o econômico, o político, o espiritual e o moral. Isso porque  quaisquer outros tipos que considerarmos, estarão relacionados com algumas dessas modalidades. O econômico, de maior influência, pois num mundo quase todo capitalista não poderia ser diferente, é o que nos acompanha do nascimento até a morte. É em nome, ou por causa desse poder que se mata tanto, que se rouba, que se avilta a pessoa humana em todos os sentidos e que se fere e deforma o Plano da Criação.

Derivado do poder econômico temos o poder político. Digo derivado porque, quem tem dinheiro consegue o poder político por meio da compra do voto e das enganosas campanhas milionárias. E daí, uma vez de posse desse poder, consegue aumentar ainda mais o seu poderio econômico, até porque precisa reaver os gastos de campanha. Ou somos ingênuos de pensar que se gastam fortunas numa campanha política apenas pelo orgulho de ascender-se a um cargo público ou mesmo por magnanimidade?

Quanto ao poder religioso, não difere muito dos anteriores. Desde os primórdios cristãos, a história nos dá conta dos abusos do poder religioso. Basta darmos uma olhada na instituição chamada Inquisição, onde vemos em muitas situações a Cruz se misturar com a Espada. E em nome de Deus pessoas sendo queimadas vivas. Ter poder, é ter mando. É ter influência.  E esse sentimento nunca andou de braços dados com a humildade. O poder corrompe, mascara, deforma a personalidade  e mostra uma postura orgulhosa travestida de humilde, de honesta e de legal. Contra esse perigo o detentor de qualquer poder deve ter sabedoria para não se contaminar e ter humildade para reconhecer a sua própria falibilidade. O poder religioso até poderia sustentar que Cristo é o caminho, mas que ninguém fosse pedágio.

Finalmente podemos considerar o poder moral. Esse sim é que deveria embasar todos os outros. O poder político teria muito mais sustentabilidade se se firmasse na solidez de posturas corretas, coerentes e éticas. Por que o nosso Congresso está na UTI ? Isso foi atestado até mesmo pelo seu Presidente, há algum tempo atrás,  (Cf. Veja, n.º 13 de 02/04/08-páginas amarelas). Poder econômico não lhe falta, nem mesmo o político, mas está apoiado em mentiras, em falcatruas, por isso desacreditado. Os noticiários estão cheios de detentores de poder político sendo algemados e enchendo os camburões da polícia federal. Alguém ainda se lembra da  Operação Pasárgada?   Tudo isso,  simplesmente porque não mesclam o seu poder político com a ética. Com uma conduta ilibada e patriótica.

Não podemos negar que o poder fascina. Muito já se escreveu sobre isso. Existem livros e livros abordando esse assunto. Os 5 passos para o poder pessoal, O poder do sub consciente, O poder da identidade, O poder global... só para citar alguns títulos.

Penso que seria muito bom, que faria muito bem para toda a sociedade se aprendêssemos a cultivar O PODER DO CORAÇÃO !

José Moreira Filho
Acadêmico da ALAMI
moreira@baciotti.com

13 comentários:

  1. oiii envie para meu emaill

    bjosss

    ResponderExcluir
  2. LUZIA GOMES DA SILVA16 de outubro de 2009 16:02

    EXCELENTE MATÉRIA.
    O PODER SEMPRE FOI E SERÁ PREDOMINANTE NA HUMANIDADE.
    LUZIA

    ResponderExcluir
  3. OLÁ,JOSÉ MOREIRA:

    A REALIDADE EM SEU ESCRITO,É INDISCUTÍVEL.MAS,COMO TODA REGRA TEM EXCEÇÃO,OUSO DESEJAR QUE EM ALGUM PONTO DE NOSSA CAMINHADA,POSSAMOS ENCONTRAR O PODER DO CORA -
    ÇÃO.E MAIS, O PODER OFERTADO SEM EXIGIR RETRIBUIÇÃO,DE
    FORMA INCONDICIONAL...
    MAIS UMA VEZ,PARABÉNS POR SUA EXPLANAÇÃO. OBRIGADA.


    UM ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  4. Olá, gosto muito deste assunto, pois posso veslumbrar vários tipos de poderes em meu ambiente, e, é com imensa tristeza que digo que "Ele", o Poder se encontra 90% em mãos erradas, ou será que "Ele", o Poder torna erradas as mãos que o detém?

    ResponderExcluir
  5. Quero manifestar aqui minha alegria em receber este texto belíssimo.
    E parabenizar o Acadêmico José Moreira Filho, pela magnífica obra.
    Meu muito obrigado.
    Flávio

    ResponderExcluir
  6. José Moreira,

    Excelentes seus artigos, este então! O Poder que é exercido pelo ser humano não permite que este planeta se desenvolva para um mundo de igualdades sociais.

    1 abração

    ResponderExcluir
  7. Qualquer coisa, em excesso, é prejudicial. A não ser as graças de DEUS. Pensem nisso!

    ResponderExcluir
  8. olá!
    parabens pelo site.
    ótimo conteudo, - como sempre em seus trabalhos -
    estaremos sempre por aqui.

    abraços,
    enio

    ResponderExcluir
  9. Muito bom esse texto. Gosto de ler sobre o Poder da Mente afinal, ela
    é muito poderosa. Mas, que bom seria se todas as pessoas usasse
    esse poder para ( como você disse ) CULTIVAR O PODER DO CORAÇÃO.

    ResponderExcluir
  10. É verdade, o mestre Nazareno ensinou que o caminho para a felicidade é ter poder sobre si mesmo(auto-controle...educação...respeito...)mas...continuamos procurando fora, o que esta dentro do Coração e Mente.

    ResponderExcluir
  11. Visitacion Antonia Ferreira22 de outubro de 2009 00:53

    Amei o texto, pena que nem todos tenham esse discernimento. Muitos fazem uso dele, em coisas erradas, pelo poder de ascenção, de achaque entre tantas outras coisas ruins que existem pelo mundo afora.
    Mami

    ResponderExcluir
  12. M.Thereza De Lascio22 de outubro de 2009 18:26

    Adorei o texto. Parabéns. Abraços da sempre amiga M.Thereza/Thê.

    ResponderExcluir
  13. Ola caros amigos que acreditam em Deus, vou contar algo que me da arrepios, na empresa em que eu trabalhava, certo dia na reunião ,o supervisor idiota falando sobre meio ambiente, obviamente puxando para lado da empresa, que não poderíamos experdicar água, lógico todos nós sabemos disso, então ele disse se ficar jogando água fora Jesus Cristo não viria fazer xixi para nos dar água, o que acham desta blasfêmia com nosso senhor, como que um cara desse tem sorte na vida, arrogante ateu tudo de ruim.graças a Jesus Cristo que eu não trabalho mais com ele, Jesus me salvou .

    Saudações
    Martins

    ResponderExcluir